Você já viu um besourinho de perto? Uma borboleta voando, uma formiga carregando uma folha? É assim, bem de pertinho, que sinto a perfeição da natureza. A perfeição dos detalhes. O equilíbrio. É lindo, é mágico.

Temos mania de grandeza. Mas sabe, às vezes acho que a verdadeira beleza está na pequenez. Está nos detalhes. É lindo perceber que, quando apaixonados são os detalhes que nos enchem a cabeça. É lindo perceber a imensidão contida num pequeno gesto, num singelo sorriso, numa simples palavra.

Às vezes nem notamos o quão lindo o mundo é. O quão fascinante é ver uma gota de orvalho cair numa folha. Ver um floquinho de neve tocar o nariz de uma garotinha. Ver uma lágrima se formar, molhando uma face antes estática, vazia. Uma lágrima de tristeza varrer com ela a alegria. Uma lágrima de felicidade iluminar um rosto melancólico. Mas, sobretudo uma lágrima de amor criar uma confusão sem nome, um sentimento indescritível, que vaga entre a tristeza e a alegria. Ver uma lágrima de amor deixar transparecer o amor. Detalhes. Mas agora me diga: não é lindo?

Anúncios