Tags

,

Image

Sinto sua falta. Era uma pessoa tão leve, tão liberta de sofrimentos, a primeira a afirmar com toda a certeza que “tudo dará certo”. Era a melhor amiga de todos, o sorriso que iluminava qualquer sala, a esperança, a força. Era a imagem da autossuficiência, aquela que sabia utilizar cada perda como amadurecimento. Exemplo. Sinto falta do quanto você sabia dialogar, das soluções inusitadas que encontrava, da sua capacidade de estar presente nos corações mesmo estando longe dos olhos. Confiança. A mais procurada para conselhos, aquela que parecia voar através da vida, não andar. Que saudade da sua presença. Saudade da risada verdadeira, do permanente brilho nos olhos, da inocência de quem não acreditava que pudesse haver um mundo cruel ao seu redor. Você deixou um vazio aqui quando se foi. Costumava fazer tudo parecer tão mais fácil, eu não estava preparada para o momento da sua partida. Decepções não deviam doer tanto, a tristeza não devia ter esse poder de se infiltrar no mundo antes tão belo de sonhos que você construiu e fazer chover o tempo todo. Tudo tem ficado tão escuro ultimamente, a perspectiva se esvaiu, não vejo mais as belas possibilidades que um dia vi. Será que voltarei a te encontrar pela vida? Será que algo que eu faça seria capaz de recuperar aquela vitalidade, aquela fé no ser humano, aquela esperança que não se esvaía?

É, eu realmente sinto falta de você: A pessoa que eu já fui um dia.

Anúncios