Sabe aquela angústia estranha, aquele aperto no coração? Quando algo parece errado, mas você não sabe exatamente o que é? Não, na verdade você sabe o que é, você só não quer ver. É confusão mental. É só uma ansiedade exagerada, uma dúvida crescente, uma vontade de chorar incontrolável.

É isso que eu sinto. Estou em uma situação mal resolvida, numa história cheia de vírgulas, mas sem um ponto final. Vivo no meio de incertezas, de indiretas, de injustiças. Espero pelo amanhã sem saber se encontrarei flores ao pé da porta ou pessoas me olhando feio, se ganharei abraços ou tapas.

Estou cansada dessa vida de inconstância, desse permanente estado de medo. Queria clareza, transparência. Queria que quem me odeia me dissesse o motivo. Queria que me dessem a oportunidade de pedir perdão. Queria que não me deixassem sozinha, enquanto tudo desaba sobre mim. Queria proteção, ter alguém em quem me apegar, alguém em quem confiar. Queria sobretudo alguém para quem eu pudesse contar o que sinto, falar dessa minha angústia. Talvez só assim ela passe.

Anúncios